quarta-feira, novembro 21, 2007

Matrix




Os quilolitros de preto, as toneladas de pasta de árvore, os quilowatts de pensamentos consumidos com a sandice Chavez vs. Juan Carlos só me dão para pensar numa recente entrevista que Carlos Fiolhais deu, salvo erro, ao JN.

Perguntava-lhe o entrevistador:

- Alguma vez a Inteligência Artificial poderá ser tão totalizante como nessa fábula cinematográfica? (sobre o filme Matrix)

Resposta do físico:

- Não. Eu tenho mais medo da estupidez natural do que da inteligência artificial.

Sem comentários: