sábado, abril 02, 2005

Elogio da lembrança

talvez ao erguer o copo te perguntes:
de que lado está o rio?
talvez esteja a recuar, hoje.

não te preocupes,
eu digo-te:

caminho de costas para o mar
e o rio nestes hojes não recua.
está forte como nunca
mas eu mais
como quando os barcos são mais lentos.

Sem comentários: